fbpx

OPA : Saiba como funciona a Oferta Pública de Aquisição para Fechamento de Capital

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

OPA. Quinta-feira, 27 de junho.

As ações da Unipar Carbocloro (UNIP3, UNIP5 e UNIP6), empresa fabricante de cloro, derivados e soda cáustica, estão agendadas para entrar em leilão no dia seguinte, sexta-feira.

O motivo? Uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) movida pelo seu controlador, a Vila Velha S.A. (administradora da família Geyer).

O intuito dessa oferta é fechar o capital da Unipar — em bom português, retirar as ações de negociação da bolsa de valores.

Para isso, a Vila Velha S.A. se oferece para comprar as ações dos demais acionistas por um determinado preço. Nesse caso, foi oferecido R$7,50 por ação.

Nessa situação, diversas pessoas que tinham investido nas ações da empresa ficaram em dúvida sobre como deveriam proceder e algumas até acreditaram no mito de que poderiam perder todo o dinheiro investido.

Se você é um deles, fique tranquilo, as notícias são boas.

Nós desmistificamos completamente a Oferta Pública de Ações (OPA) para fechamento de capital.

Nesse artigo você irá aprender sobre:

  • Como funciona uma OPA para fechamento de capital
  • Quais são suas opções e como você deve agir
  • O que você deve esperar?

Como funciona uma OPA para fechamento de capital

Esse tipo de oferta pública de aquisição acontece quando o controlador da empresa ou a própria empresa (chamado de ofertante) decide fechar o capital da companhia.

Como seria injusto forçar os demais acionistas a serem sócios de uma empresa de capital fechado (que não negocia na bolsa, dificultando a venda de suas ações), o controlador ou a empresa é obrigado a se oferecer para comprar essas ações (daí o nome ofertante), permitindo que os investidores se desliguem da empresa.

Além disso, no intuito de garantir que os investidores recebam um preço justo pelas suas ações, uma empresa (em geral, banco) é contratada para elaborar um laudo de avaliação da companhia, indicando o valor justo de cada ação.

Após isso, o ofertante deve escolher um valor igual ou maior que o da avaliação (no caso da Unipar, foi escolhido R$7,50).

Uma exceção é quando a empresa fez um aumento de capital (ofereceu novas ações ao mercado) e menos de 1 ano depois decide fazer um OPA para fechar o capital. Nesse caso, o preço oferecido deve ser no mínimo igual ao que ela recebeu por ação quando fez o aumento.

O que é um direito de subscrição? Aprenda antes que seja tarde.

Quais são suas opções

Os acionistas podem, então, seguir 5 opções distintas:

  • Se abster, simplesmente não informando à corretora que deseja participar do leilão de OPA;
  • Aceitar a oferta, informando à corretora que deseja participar do leilão e irá aceitar um preço inferior ou igual ao que é ofertado (no caso, R$7,50);
  • Não aceitar a oferta, informando à corretora que quer participar do leilão, porém só aceitará vender a ação por um preço superior ao ofertado (ex.: aceitar vender por R$30, sendo que o ofertado é R$7,50);
  • Aceitar o fechamento de capital, informando à corretora expressamente que deseja continuar com as ações da companhia e concorda com o fechamento;
  • Reunir uma assembleia com acionistas que juntos detenham mais de 10% das ações em circulação no mercado para realizar uma nova avaliação da companhia. O requerimento para essa nova avaliação deve ser enviado até 15 dias após o anúncio do OPA, contendo os questionamentos ao método antigo e o novo laudo. Caso o preço da nova avaliação acabe sendo igual ou inferior ao do OPA, esses acionistas deverão arcar com todos os custos da assembleia. Caso o preço seja maior, o ofertante pode desistir da OPA ou seguir o novo valor.

O que pode acontecer

2 coisas que podem acontecer

  • Caso os acionistas que aceitaram o preço da oferta ou o fechamento do capital tenham mais de 2/3 das ações em circulação (os que se abstiveram, os controladores e a tesouraria são desconsiderados nesse cálculo), a OPA é bem sucedida. Se você optou por não vender as ações, se tornará sócio de uma empresa fechada (sem ações negociadas na bolsa) ou poderá vendê-las pelo preço do OPA.
  • Caso as ações que sobraram no mercado sejam correspondentes a menos de 5% das emitidas pela companhia, ela pode decidir resgatar essas ações, pagando o preço do OPA por elas.

Ex: No caso da Unipar, ela poderia resgatar as ações que sobraram pagando R$7,50 por elas.

Conclusão

Não há porque ter medo de perder dinheiro caso a empresa da qual você possui ações decida fechar o capital e sair da bolsa de valores.

Na pior das hipóteses, a companhia oferecerá na OPA um preço inferior ao das ações no mercado, como é o caso da Unipar (a Vila Velha S.A. ofereceu R$7,50 por ação, sendo o preço de mercado R$13,40 na data de hoje).

Mesmo nesse caso, você não deve se preocupar tanto. Não há sentido para os acionistas aceitar vender suas ações por um preço menor do que ele conseguiria vendendo na bolsa de valores.

Dessa forma, a tendência é que a OPA não se concretize.

Ainda tem alguma dúvida? Deixe sua pergunta nos comentários que nós responderemos o quanto antes.

relatorios-450x450

Quer ganhar um Relatório de Valuation?

Criamos Relatórios exclusivos para nossos alunos.
Decidimos liberar alguns deles de graça.
Sem pegadinhas. É só clicar e receber.

Você gosta de ler?

Você pode aprender
Valuation em 10 horas.

Ou continuar comprando ações sem saber quanto elas valem. A escolha é sua.

Gutenberg N.

Eu já acompanho e admiro o trabalho de vocês há um tempo e ontem resolvi adquirir o curso depois de ouvir falar tanto dele (e por gostar tanto dos relatórios). Nem imaginava que ainda teria alguns bônus como esse. Parabéns 👊

15h45, 3 de Abril

Ronaldo U.

O curso eh muito objetivo e pratico. O aluno aprende os critérios e as questões relevantes para se fazer o valuation de uma empresa. A partir daí pesa por conta própria e se torna apto a elaborar suas analises e a questionar analises de terceiros.

10h32, 28 de Maio

Daniel U.

galera, o curso vale muito a pena... olha que estudo valuation e analise fundamentalista a pelo menos 3 anos, desde 2017, mas sempre tive umas dificuldades, entendi bem mais com o curso dos caras

9H31, 18 de Fevereiro

Rafael A.

Só passando pra dar um feedback em relação ao curso, MUITO BOM! Ele é bem didático e objetivo, não tem enrolação e isso pesa muito a favor do curso, porque se aprende melhor e mais rápido.

15h26, 13 de Abril

Cleyton F.

O curso é excelente, não tem como se arrepender! Linguagem super fácil, para leigos como a gente. Explica muito detalhadamente e o diferencial é poder ver sempre que quer igual agora [durante a crise] :)

17h57, 20 de Março

Ricardo M.

O curso de valuation do EduFinance a meu ver se parece muito com aquela empresa que a gente encontra um valor justo de R$20,00 por ação e ela tá sendo negociada no mercado à vista por R$4,00. Uma baita oportunidade!!

20h05, 17 de Abril

Paulo B.

Uma amiga diz que o único investimento que não tem risco algum é o estudo. Esse curso de Valuation me ajudou muito em ter um olhar crítico e saber se e quando uma empresa merece a nossa atenção e nosso capital para o futuro!

21h49, 14 de Abril

Niels T.

Já fiz vários cursos de valuation e o curso do edufinance foi de longe o melhor. Eles conseguiram colocar conceitos que a priori parecem complexos de uma forma muito clara e fácil de entender.

10h44, 16 de Fevereiro

Mateus M.

Fazer o curso foi muito importante para mim como investidor. Me deu a confiança necessária, junto com muito estudo, para escolher boas empresas na hora de alocar meu dinheiro em bolsa. Antes do curso eu acreditava que fazer um bom valuation era um bicho de sete cabeças, mas eles provaram o contrário.

12h51, 12 de Março

Marina C.

As aulas são muito práticas e objetivas. O Leandro faz o tema ficar muito fácil e compreensível pra todo mundo. Até pra quem é iniciante e não sabe nada de mercado financeiro.

11h32, 21 de Fevereiro

Lucas V.

Já li diversos livros sobre o assunto e também fiz alguns cursos, mesmo assim o Edufinance me impressionou com a boa didática e a atenção dada aos alunos o tempo todo. Acho o curso um excelente investimento para todos que querem se aprimorar como investidores.

16h49, 11 de Abril

Guilherme F.

O passo a passo, a receita de bolo do valuation!!!

18h04, 20 de Abril

Gabriel L.

Excelente! Completo e mais didático que qualquer livro no mercado! Recomendo pra qualquer um que tenha interesse em análise de empresas.

09h16, 03 de Janeiro

Bernardo A.

O curso é excelente, a didática e a objetividade usada pra explicar o assunto possibilita uma compreensão sobre o tema de forma rápida e eficiente. Até para pessoas com pouco conhecimento no assunto como eu. Já sinto uma enorme evolução e o principal: confiante pra analisar empresas.

15h15, 28 de Fevereiro