fbpx

As 7 ações mais indicadas para você lucrar com a crise política

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Disclaimer: Este artigo apresenta as 7 ações mais indicadas para você lucrar na crise política. Esta não é uma recomendação de compra ou venda de qualquer ativo elaborada pelo Edufinance. Este artigo é apenas uma curadoria de informações de alguns dos maiores analistas do mercado.

"Acabou."

— Renan Calheiros

Essa foi a resposta do então Presidente do Senado ao ser questionado sobre a situação do Presidente Michel Temer após a divulgação dos áudios com o empresário Joesley Batista.

Divulgada pelo colunista Lauro Jardim, do Jornal O Globo, a notícia de que o Presidente havia sido gravado dando aval à compra do silêncio de Eduardo Cunha parecia pôr fim a qualquer esperança de que Temer se mantivesse no governo.

Colocava fim, também, na esperança de aprovação das reformas que eram tão aguardadas pelo mercado financeiro, como a Trabalhista e a da Previdência.

O dia seguinte foi, assim, catastrófico para a bolsa de valores.

Após 25 minutos de abertura e mais de 10% de queda, ocorreu o Circuit Breaker. Ele é uma ferramenta utilizada pela B3 (antiga BMF&Bovespa), na qual todas as negociações são congeladas, evitando uma queda exagerada das ações.

Para você ter uma ideia, a última vez que isso aconteceu foi em 2008, com a crise financeira americana.

Nós publicamos, ainda antes da abertura do pregão, um artigo explicando o que fazer em momentos como esse caso você tenha dinheiro investido em ações.

Além de não perder dinheiro, ainda é possível lucrar com a crise política.

A queda acentuada dos preços abriu uma ótima oportunidade para compras, que foi aproveitada por grandes investidores, como Luiz Barsi.

Para ajudar você a escolher as melhores ações nesse momento, nós compilamos as indicações dos principais bancos e corretoras após a delação da JBS.

ROE, ROIC e WACC: Como usá-los para descobrir se uma ação está cara

Essas são as 7 ações mais indicadas até agora para lucrar na crise

Unipar (UNIP6)

Inserida em um oligopólio que fornece cloro e soda cáustica para 90% dos processos industriais em diversos setores, com alto histórico de dividendos e desvalorizada por um briga societária.

Com um valor patrimonial de R$14,40 a ação está sendo negociada a R$9,18 devido a uma briga societária. O case completo pode ser lido aqui.

Sanepar (SAPR4)

A Sanepar é uma das melhores empresas de saneamento do país, que enfrentou um processo de revisão tarifária turbulento com respingos sobre as ações.

Ontem, contudo, o preço das ações teve uma queda de 12,95%, equivalente a uma perda de valor de mercado de R$ 1,770 bilhão, ou seja, superior em 12% a todo o valor do EBITDA estimado para o ano em curso.

“Com ou sem Temer, toda a população da sua área de concessão continuará usando os serviços de água e esgoto, não resultando em mudança de expectativa de resultado.A empresa não tem exposição ao dólar e costuma ser um dos setores mais conservadores da economia. Ontem as ações fecharam cotadas a R$ 9,84, indicando um múltiplo EV/EBITDA17 de 4,2x, contra uma média estimada para o setor de 6,5x a 7,0x, o que consideramos excessivamente baixo. Acreditamos que passando o mau humor, o preço das ações voltará a subir. O nosso preço alvo é de R$ 17,00, com potencial de valorização de 73% até o final do ano”, explica a consultoria WhatsCall.

Itaú (ITUB4)

Segundo a WhatsCall, o Itaú continuará gerando resultados fortes e sólidos com ou sem Temer na presidência, com o dólar a R$ 3,10/US$ ou a R$ 3,50/US$.

“As ações do Itaú (ITUB4) fecharam a R$ 34,68 ontem com queda de 12% em relação ao dia anterior, negociando a 8,2x o Preço/Lucro 17 (P/L), versus um média histórica de 11,0x”, dizem os analistas.

Vale (VALE5)

As ações da empresa devem ter um bom desempenho, apesar da crise política instaurada, afirma o Citi. De acordo com o banco, o impacto técnico do cenário política na companhia é insignificante.

Além do banco, o maior investidor pessoa física da bolsa, Luiz Barsi, também recomendou as ações da companhia, afirmando ter se aproveitado do Circuit-Breaker para comprá-las.

Fibria (FIBR3), Klabin (KLBN3), Suzano (SUZB5)

“A rentabilidade da indústria de celulose está próxima dos níveis máximos. Na opinião dos nossos analistas do setor, é improvável que os preços atuais de celulose sejam sustentáveis por muito tempo, uma vez que a rentabilidade da indústria é muito alta, incentivando assim os produtores a funcionar com 100% de utilização e a retomar a capacidade de usinas de celulose menos eficientes”, ressalta o analista Tiago Binsfeld, do Itaú BBA.

Ele afirma que no curto prazo, contudo, a relação entre a oferta e demanda continua a beneficiar os produtores.

“O ENCE, principal produtor europeu de celulose de eucalipto, anunciou a primeira alta de preços para as remessas de celulose de junho. Esta é outra indicação de que o momento positivo de curto prazo dos preços deverá continuar, com os aumentos sendo sustentados por uma forte demanda, surpresas do lado da oferta e estoques sob controle”, finaliza.


Gostou dessas dicas?

Então, cadastre seu e-mail e receba semanalmente conteúdos exclusivos sobre ações e renda-fixa.

O melhor, tudo isso de graça.

relatorios-450x450

Quer ganhar um Relatório de Valuation?

Criamos Relatórios exclusivos para nossos alunos.
Decidimos liberar alguns deles de graça.
Sem pegadinhas. É só clicar e receber.

Você gosta de ler?

Você pode aprender
Valuation em 10 horas.

Ou continuar comprando ações sem saber quanto elas valem. A escolha é sua.

Gutenberg N.

Eu já acompanho e admiro o trabalho de vocês há um tempo e ontem resolvi adquirir o curso depois de ouvir falar tanto dele (e por gostar tanto dos relatórios). Nem imaginava que ainda teria alguns bônus como esse. Parabéns 👊

15h45, 3 de Abril

Ronaldo U.

O curso eh muito objetivo e pratico. O aluno aprende os critérios e as questões relevantes para se fazer o valuation de uma empresa. A partir daí pesa por conta própria e se torna apto a elaborar suas analises e a questionar analises de terceiros.

10h32, 28 de Maio

Daniel U.

galera, o curso vale muito a pena... olha que estudo valuation e analise fundamentalista a pelo menos 3 anos, desde 2017, mas sempre tive umas dificuldades, entendi bem mais com o curso dos caras

9H31, 18 de Fevereiro

Rafael A.

Só passando pra dar um feedback em relação ao curso, MUITO BOM! Ele é bem didático e objetivo, não tem enrolação e isso pesa muito a favor do curso, porque se aprende melhor e mais rápido.

15h26, 13 de Abril

Cleyton F.

O curso é excelente, não tem como se arrepender! Linguagem super fácil, para leigos como a gente. Explica muito detalhadamente e o diferencial é poder ver sempre que quer igual agora [durante a crise] :)

17h57, 20 de Março

Ricardo M.

O curso de valuation do EduFinance a meu ver se parece muito com aquela empresa que a gente encontra um valor justo de R$20,00 por ação e ela tá sendo negociada no mercado à vista por R$4,00. Uma baita oportunidade!!

20h05, 17 de Abril

Paulo B.

Uma amiga diz que o único investimento que não tem risco algum é o estudo. Esse curso de Valuation me ajudou muito em ter um olhar crítico e saber se e quando uma empresa merece a nossa atenção e nosso capital para o futuro!

21h49, 14 de Abril

Niels T.

Já fiz vários cursos de valuation e o curso do edufinance foi de longe o melhor. Eles conseguiram colocar conceitos que a priori parecem complexos de uma forma muito clara e fácil de entender.

10h44, 16 de Fevereiro

Mateus M.

Fazer o curso foi muito importante para mim como investidor. Me deu a confiança necessária, junto com muito estudo, para escolher boas empresas na hora de alocar meu dinheiro em bolsa. Antes do curso eu acreditava que fazer um bom valuation era um bicho de sete cabeças, mas eles provaram o contrário.

12h51, 12 de Março

Marina C.

As aulas são muito práticas e objetivas. O Leandro faz o tema ficar muito fácil e compreensível pra todo mundo. Até pra quem é iniciante e não sabe nada de mercado financeiro.

11h32, 21 de Fevereiro

Lucas V.

Já li diversos livros sobre o assunto e também fiz alguns cursos, mesmo assim o Edufinance me impressionou com a boa didática e a atenção dada aos alunos o tempo todo. Acho o curso um excelente investimento para todos que querem se aprimorar como investidores.

16h49, 11 de Abril

Guilherme F.

O passo a passo, a receita de bolo do valuation!!!

18h04, 20 de Abril

Gabriel L.

Excelente! Completo e mais didático que qualquer livro no mercado! Recomendo pra qualquer um que tenha interesse em análise de empresas.

09h16, 03 de Janeiro

Bernardo A.

O curso é excelente, a didática e a objetividade usada pra explicar o assunto possibilita uma compreensão sobre o tema de forma rápida e eficiente. Até para pessoas com pouco conhecimento no assunto como eu. Já sinto uma enorme evolução e o principal: confiante pra analisar empresas.

15h15, 28 de Fevereiro