fbpx

Eu sei que você já pesquisou muito sobre como investir na Bolsa de Valores. Ainda assim, não se sente confiante para comprar a sua primeira ação. Não precisa se sentir mal. Isso é comum e não é culpa sua.

Acontece que a maioria dos conteúdos da internet te ensina a teoria por trás do investimento em ações.

Não entenda mal.

Saber a teoria é ótimo e fundamental, mas isso não te dá confiança para investir.

Você precisa saber a parte prática.

Por exemplo: "Como comprar a minha primeira ação?"

É muito simples. Você cria uma conta em uma corretora, abre o Home Broker, escolhe a ação e pronto.

Até parece que quem nunca investiu em ações acharia isso simples… Sem contar em todas as dúvidas que surgiriam em cada passo desse.

Por isso, aqui você vai ver o exato passo a passo que você precisa para comprar a sua primeira ação.

Passo 1: Abra conta em uma corretora

Passo 2: Analise qual ação comprar

Passo 3: Transfira o dinheiro para a corretora

Passo 4: Execute a ordem de compra no Home Broker

Vamos lá?

1 - Abra conta em uma Corretora

A primeira coisa a se fazer é criar a sua conta em uma corretora de valores mobiliários.

Existem diversas corretoras no Brasil e cada uma delas possui um passo a passo diferente para a abertura de conta.

Aqui, vamos ensinar o passo a passo das maiores corretoras.

Isso vai cobrir quase todas as variações que podem surgir quando você estiver abrindo a sua conta, por mais que a corretora que você escolheu não esteja listada aqui.

Você não precisa saber sobre todas as corretoras. Apenas veja a que você escolheu.

Qual é a melhor corretora para mim?

Antes de abrir a sua conta, você deve estar se fazendo essa pergunta.

Escolher uma corretora pode não ser uma tarefa tão fácil. Afinal, são vários fatores que você deve ficar atento: desde as taxas até o serviço de atendimento ao cliente.

Mas também não é um bicho de 7 cabeças.

Dependendo da forma como você investe, um fator vai pesar mais do que outro.

Por exemplo, se você faz poucas compras e vendas no mês (como gostamos), o atendimento ao cliente da corretora é muito mais importante do que alguns centavos ou reais de desconto na taxa de corretagem.

Além disso, os bancos tradicionais também possuem suas próprias corretoras e você pode investir por eles. Entretanto, elas costumam ser as corretoras com as maiores taxas do mercado.

E o atendimento delas... É o tradicional dos bancos que você já conhece.

Logo, são péssimas opções para o pequeno investidor.

Se você ainda não sabe qual corretora escolher, use esse guia para entender "Qual a melhor corretora para mim?" e escolher a sua.

Abrindo sua primeira conta em corretora

Todas as corretoras seguem um procedimento similar, com pequenas variações entre elas. Normalmente, todas essas informações serão solicitadas a seu respeito:

Informações gerais: nome completo, CPF, e-mail, telefone, data de nascimento;

Informações de Registro Geral: número de documento de identificação, data de expedição, órgão, nome completo dos pais, gênero, estado civil, nacionalidade, naturalidade;

Dados bancários: conta, agência e banco onde você possui conta aberta;

Ocupação profissional e renda: sua ocupação profissional, endereço comercial, bens móveis/imóveis, renda mensal, aplicações financeiras existentes e outros bens;

Declaração de residência: endereço, cidade, estado, CEP;

Normalmente serão exigidos documentos que comprovem as informações fornecidas como uma cópia digitalizada do comprovante de residência e documento de identificação.

Observações importantes

Existem algumas perguntas que são realizadas durante o cadastro e que, provavelmente, você não está acostumado a responder. Por isso, dá uma olhada:

Pessoa vinculada à instituição (corretora): caso você tenha algum vínculo profissional ou societário com a empresa ou possua algum parente (pai ou mãe) que tenha, marque essa opção.

US Person

É considerada U.S. Person uma pessoa que se encaixe em alguma dessas opções:

  • Nascido nos EUA;
  • Possui cidadania americana ou Greencard;
  • Sócio de empresa com sede nos EUA;
  • Permaneceu por mais de 180 dias em território americano;
  • Possui visto de Permanência nos Estados Unidos;
  • Possui patrimônio em solo americano

Pessoa politicamente exposta

Uma pessoa é considerada politicamente exposta se ela exerce ou exerceu nos últimos 5 anos algum cargo especial em um agente público (empresa ou órgão do governo) no Brasil ou no exterior, como por exemplo: presidente, governador, prefeito, ministro, diretor e afins.Caso seus parentes (pai ou mãe) tenham desempenhado tal função, você também é considerado pessoa politicamente exposta.

Depois dessas informações, você já está preparado para abrir conta em qualquer corretora por conta própria.

Apesar disso, colocamos aqui o passo a passo das corretoras mais populares para que você possa seguir de forma fácil. Basta escolher a sua e seguir as instruções.

Abertura de conta na XP Investimentos

A XP é hoje a maior corretora de valores independente do Brasil. Isso faz com que grande parte dos investidores tenham confiança e optem por ela para intermediar suas operações na Bolsa.

Caso essa seja a sua escolha também, siga as instruções abaixo.

Passo 1: Acesse o site da XP (https://www.xpi.com.br)

Passo 2: Clique em "Abra sua Conta" no canto superior direito

 

xp pagina inicial

 

Passo 3: Preencha seus dados Pessoais

 

xp dados pessoais

Passo 4: Preencha as informações do seu documento de identificação

 

xp-documento-identificacao

Passo 5: Preencha as informações referentes a sua residência

Passo 6: Preencha seus dados bancários

 

Passo 7: Insira sua ocupação profissional

Passo 8: Cadastro finalizado!

Pronto. Você receberá um e-mail com seus dados para acessar o portal da XP Investimentos. Você ainda pode ser solicitado para confirmar algumas informações sobre os seus documentos para que sua conta seja aprovada.

Abertura de conta na Clear Corretora

Ao iniciar o processo de abertura de conta na Clear, você deve notar que ele é praticamente idêntico ao da XP Investimentos.

Isso não é por acaso.

A Clear Corretora atualmente é controlada pelo Grupo da XP Investimentos.

Apesar do processo de abertura ser bem similar, as ferramentas e aplicativos são diferentes, tanto em design quanto em funcionalidade.

Caso opte por abrir sua conta na Clear, esse é o passo a passo que você precisa seguir.

Passo 1: Acesse o site da Clear (https://www.clear.com.br/site)

Passo 2: Clique em "Abra sua Conta" no canto superior direito

clear pagina inicial

Passo 3: Preencha seus dados Pessoais

clear dados pessoais

Passo 4: Preencha as informações do seu documento de identificação

clear documento identificacao

 

Passo 5: Preencha as informações referentes a sua residência

 

clear declaracao residencia

 

Passo 6: Preencha seus dados bancários

 

clear dados bancarios

 

Passo 7: Insira sua ocupação profissional

 

clear dados profissionais

 

Passo 8: Cadastro finalizado!

 

clear cadastro finalizado

Abrindo sua conta no BTG Pactual Digital

Passo 1: Acesse o site do BTG Pactual Digital (https://www.btgpactualdigital.com/)

Passo 2: Clique em "Abrir minha conta"

btg tela inicial

Passo 3: Preencha as informações iniciais

btg dados iniciais

Passo 4: Acesse seu e-mail ou o SMS enviado para você e instale o aplicativo no seu celular

btg sms

Passo 5: Abra o aplicativo e digite seus dados de acesso

btg dados de acesso

Passo 6: Continue o passo a passo e preencha as suas informações pessoais

btg dados pessoais

Passo 7: Envie as informações do seu documento de identificação

btg envio do documento

Passo 8: Preencha seus dados residenciais

btg dados residenciais

Passo 9: Insira suas informações profissionais e financeiras

Passo 10: Cadastro finalizado!

Pronto. Agora seu cadastro está em análise e será aprovado o quanto antes.

Abrindo sua conta na Modal Mais

Passo 1: Acesse o site do Modal Mais (https://modalmais.com.br)

Passo 2: Clique em "Abra sua conta"

modal pagina inicial

Passo 3: Preencha as informações iniciais

modal dados de acesso

Passo 4: Preencha as informações do seu documento de identificação

modal dados do documento de identificação

Passo 5: Preencha seus dados residenciais

Passo 6: Informe seus dados profissionais

Passo 7: Preencha seus dados financeiros

modal dados financeiros

Passo 8: Responda as perguntas de segurança

Passo 9: Envie uma imagem do seu documento de identificação

Passo 10: Envie uma imagem do seu comprovante de residência

modal comprovante de residência

Passo 11: Aceite o Termo de Adesão e crie sua assinatura eletrônica

modal termo de adesão

Passo 12: Cadastro finalizado

modal cadastro finalizado2 - Analise qual Ação comprar

Depois que você abriu a sua conta, você já pode começar a investir.

Mas antes disso você precisa saber em que ação investir. Na verdade, em primeiro lugar você precisa saber por que você deveria investir na Bolsa de Valores e como fazer isso.

Depois disso, você pode aprender a analisar uma ação.

Aqui entra a parte mais complexa desse guia, porque decidir qual ação você deve comprar ou vender e qual é o momento certo para isso é o que todos os investidores da Bolsa tentam descobrir.

É claro que o momento certo para você nem sempre é o momento ideal para outro investidor.

Por exemplo:

Alguém que comprou Petrobras (#PETR3) a R$20 pode achar que é uma boa vender se a ação estiver sendo negociada a R$25.

Porém, outro investidor que comprou pelos mesmos R$20, pode preferir mantê-la se acreditar que ela pode chegar a R$30.

Uma outra situação também pode ocorrer:

Uma pessoa que comprou ações da Magazine Luiza (#MGLU3) a R$200 pode achar que vale a pena manter a ação, mesmo que ela esteja sendo negociada a R$160. Isso porque ela acredita que a ação vai recuperar seu preço no futuro.

Por outro lado, um investidor que fez a mesma compra de MGLU3 a R$200 pode decidir vendê-la a R$160, por acreditar que a ação não vai conseguir recuperar mais cedo ou mais tarde.

Sendo assim, é melhor ter esse prejuízo de R$40 por ação do que ter um prejuízo ainda maior no futuro ou simplesmente não ter aquele dinheiro, que poderia ser usado para comprar outra ação com oportunidade de lucro.

Na Bolsa de Valores não existe verdade absoluta. Mas sim, há maneiras de identificar se uma ação é uma real oportunidade ou apenas um mico.

Existem duas formas principais de analisar uma ação: a análise técnica e a análise fundamentalista.

Análise Técnica

A análise técnica se baseia no estudo da evolução dos preços e do comportamento do mercado. Essa é a forma de analisar ações mais utilizada para operações de curto prazo, como day-trade (comprar e vender no mesmo dia).

A maior parte dessas análises utiliza o gráfico de preços de cada ação, onde é possível verificar: preço, volume negociado, média de preços em um determinado período, linhas de tendência dos preços, resistências e suportes, médias móveis, etc.

Esse método deixa muitos investidores iniciantes fascinados porque sugere de forma natural uma "promessa de lucro rápido". Afinal, são operações de curto prazo.

Se esse é o seu caso, pense duas vezes.

Primeiro porque você dificilmente vai começar ganhando muito dinheiro logo de cara, caso seja um iniciante.

Para pra refletir. Em que tipo de profissão ou negócio um iniciante fica rico em muito pouco tempo?

Bem difícil.

É preciso conhecimento e experiência para ter sucesso, independente da área.

No day-trade, inclusive, existem estudos que mostram que as suas chances de sucesso são mínimas, mesmo que você seja experiente.

Mesmo assim, caso você tenha interesse em saber mais sobre esse método e ferramentas, comece por aqui.

Análise Fundamentalista

Já a análise fundamentalista utiliza os documentos e informações divulgadas pela própria empresa, como os seus resultados financeiros, para analisar indicadores e determinar se a ação vale mais ou menos do que o preço pelo qual está sendo negociada.

Entre esses documentos estão: o Balanço Patrimonial, o Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE) e o Release de Resultados.

Uma vez que tais documentos e informações são divulgadas somente de 3 em 3 meses por cada empresa, ela é mais utilizada para operações de longo prazo (geralmente + de 1 ano).

Além deles, caso você deseje entender como a operação da empresa funciona a fundo (essencial para fazer uma boa análise) é indispensável a leitura do Formulário de Referência.

Ele é um documento extenso onde a empresa explica detalhadamente as suas operações.

Lá você vai entender o que a companhia faz, quais são seus principais produtos e serviços, em qual setor ela está inserida, quem são seus principais clientes, a quais riscos a empresa está exposta, quem a administra, entre outras informações importantes.

Todas essas informações podem influenciar os resultados da companhia e saber isso vai te dar muita vantagem na hora de analisar a ação.

A partir delas você poderá fazer uma análise qualitativa da companhia. Assim você vai identificar se vale a pena ou não começar a investigar seus números.

De forma geral, o que mostra que uma ação deveria valorizar por esse método, é a capacidade da empresa de crescer e gerar valor para os seus acionistas. Gerar valor é basicamente dar lucros para eles.

Qual é a lógica por trás disso?

Simples. Quando você compra uma ação, você se torna acionista da empresa. Mesmo que você compre apenas 1 ação.

Se a empresa tem bons resultados e lucra, uma parte desses lucros é distribuída aos seus acionistas.

Por isso, o simples fato da empresa ter lucros e distribuí-los faz com que a ação valorize.

Depois de analisar os números divulgados pela empresa você vai poder começar a projetar as suas expectativas para os resultados futuros da companhia.

Fazendo tudo isso, você vai conseguir identificar qual você considera ser o valor real da empresa e terá feito o Valuation da companhia.

Sabendo disso, você pode determinar o quanto deveria valer cada ação daquela empresa.

Assim, se a ação estiver sendo negociada a um preço menor do que você encontrou no Valuation, isso é um sinal de que a ação está barata e você pode comprá-la.

Se o preço estiver maior do que você encontrou, é um sinal de que a ação está cara e você não deveria comprá-la ou caso já tenha, um sinal de que você deveria vendê-la.

Agora que você já sabe as técnicas para analisar uma ação, escolha a sua preferida (a nossa é o Valuation) e comece a estudar mais sobre ela.

Como você está começando a investir agora, sugerimos que comece a estudar e faça todas as suas escolhas utilizando essa única técnica, por exemplo, o Valuation.

Isso vai fazer você ganhar experiência e prática com ela, acelerando o seu processo de análise e aumentando suas chances de sucesso.

Depois que você analisar e definir qual ação vai comprar, o próximo passo é definitivamente executar a operação.

3 - Transfira o dinheiro para a corretora

Esse é um passo muito simples.

Não precisamos entrar muito em detalhes.

Acesse a sua conta bancária e transfira para a corretora a quantidade necessária para realizar a operação.

Não esqueça que as operações na Bolsa de Valores estão sujeitas à taxa de corretagem. Então, inclua o valor dela ao transferir o dinheiro.

A transferência não ocorre instantaneamente.

O TED é realizado no mesmo dia útil, caso você tenha feito a solicitação até às 17 horas. Já o DOC é executado em 1 dia útil.

Então, não se desespere caso você veja o preço da ação mudar enquanto aguarda o dinheiro cair na sua conta de investimento.

Afinal, se você tiver usado o Valuation para analisar a ação e descobriu que ela é uma boa oportunidade, dificilmente uma pequena variação de preço vai mudar a sua decisão.

Finalmente, com o dinheiro na corretora, o próximo passo é executar a ordem de compra.

4 - Execute a ordem de compra no Home Broker

Esse é o último passo agora que você já realizou todos os anteriores.

Antes de realizá-lo, leia com atenção esse tópico.

Essa é a sua primeira compra de ações. Então, existem algumas informações que você ainda não sabe, provavelmente.

Código da ação

Cada empresa negociada na Bolsa de Valores possui um código específico de 4 letras seguido por um número. Ele é chamado de Ticker.

Sua função é facilitar e agilizar a identificação das empresas.

Imagina ter que escrever o nome completo da empresa. Demoraria demais. Sem contar na chance de digitar algo errado.

Mas calma. Você não precisa decorar esses códigos. Dá pra encontrar o código de qualquer ação no Google, de forma fácil.

Basta digitar: "nomedaempresa ação ticker". Por exemplo: "Estacio ação ticker"

ticker da estácioLote mínimo de ações

Existe um lote mínimo para negociar ações na Bolsa de Valores. Ele é composto por 100 ações da mesma empresa.

Isso mesmo. Para fazer a sua primeira compra você vai precisar de dinheiro para comprar 100 ações da mesma empresa.

Por isso, quem está começando e não tem muito dinheiro tem 3 opções.

Opção 1: Escolher ações que possuam um preço baixo

Normalmente, são ações de empresas menores (também chamadas de Small Caps). Isso não significa que são empresas ruins ou que estão tendo péssimos resultados.

Entretanto, sem dúvidas é preciso ter um olhar bem mais atento e experiente com elas. Caso não queira se aventurar por esse lado, dá uma olhada nas outras opções.

Agora basta acessar o Home Broker da corretora que você escolheu e enviar a ordem de compra. Novamente, essa etapa é diferente para cada empresa.

Opção 2: Comprar ETFs

Um Exchange-Traded Fund (ETF) nada mais é do que um fundo de investimento negociado na Bolsa de Valores.

Também é chamado de Fundo de Índice de Ações.

Esses fundos possuem várias ações e tentam equiparar a rentabilidade de um índice de referência. Por exemplo, o BOVA11 que possui como referência o Índice Bovespa.

É como se fosse uma cesta de ações, composta por várias delas, em quantidades variadas.

Assim, um ETF possui milhares de ações e o que você vai fazer é comprar uma pequena parte desse fundo.

Dessa forma, você estará investindo indiretamente em várias ações ao mesmo tempo, diversificando seus investimentos.

Além disso, vai precisar de muito menos dinheiro do que se fosse comprar até mesmo 1 único lote de 1 única ação.

Isso porque para ETFs o lote mínimo é de 10 cotas.

Ou seja se o BOVA11 está cotado a R$90, você vai precisar de R$900 (+custos da operação) para comprar o seu lote mínimo.

Os mais populares ETFs são:

BOVA11: composto em grande parte pelas ações do Índice Bovespa.

PIBB11: composto pelas ações mais negociadas (com maior liquidez) da Bolsa de Valores. Possui o IBrX-50 como referência (índice com as 50 ações de maior liquidez da Bolsa).

SMAL11: composto por ações Small Caps. Seu benchmark é o SMLL, que sumariza as ações de pequenas empresas da Bolsa.

DIVO11: reproduz o índice IDIV da Bolsa de Valores, que representa as ações com maior rendimento de dividendos.

Caso queira saber mais, você pode consultar a lista com todos os ETFs negociadas em Bolsa no site da B3.

Opção 3: Comprar no Mercado Fracionário

O mercado fracionário é um mercado à parte do mercado onde são negociados os lotes padrão das ações. Ele é "acessado" via Home Broker mesmo.

A diferença está no código da empresa. Uma ação no mercado fracionário é representa pelo mesmo ticker do mercado padrão seguido pela letra 'F'.

Por exemplo: WEGE3F.

Essa é a opção mais "barata" já que você pode comprar apenas 1 única ação.

Apesar disso, ela é a menos recomendada em termos de custos de operação.

Isso porque toda vez que você negociar uma ação no mercado fracionário terá que pagar a mesma taxa de corretagem do mercado padrão.

Presta atenção nesse caso.

Vamos supor que você deseje comprar 100 ações de PETR3, que está negociada a R$25 e você opere em uma corretora onde a taxa de corretagem é de R$5.

Se você comprar 1 lote padrão, irá gastar: R$25 x 100 + R$5 = R$2505.

Se você não possuir todo o dinheiro para comprar 1 lote padrão, poderia comprar 5 lotes fracionários de 20 ações durante 5 meses. Dessa forma, irá gastar: (R$25 x 20 + R$5) x 5 = R$2525.

Pode parecer pouco, mas é uma diferença de 0,8%. Mais do que o equivalente a 2 meses de poupança.

Aqui ainda entram duas observações.

A primeira é que o preço das ações negociadas no lote fracionário não é o mesmo do lote padrão. Isso pode fazer com que o investidor pague mais caro do que no mercado padrão.

A segunda é que o preço oscila ao longo do tempo. Nada garante que o investidor conseguirá pagar R$25 por ação de PETR3 em todas as suas compras. Isso pode fazer com que ele pague mais ou menos pela ação.

Portanto, quando você for negociar no mercado fracionário, fique atento a esses detalhes.

Na hipótese de você ter convicção sobre querer começar a investir usando o mercado fracionário, procure sempre ir comprando suas ações de forma que você feche o lote padrão de 100 ações, no final.

Será muito mais fácil quando chegar a hora de se desfazer dessas ações.

Você ainda pode juntar o seu dinheiro em outros investimentos até conseguir comprar ações no lote padrão.

Por exemplo, você pode:

  • Comprar ETFs até que eles acumulem capital suficiente;
  • Investir em FIIs (Fundos de Investimento Imobiliário);
  • Acumular o seu dinheiro em um investimento de renda-fixa;
  • Deixar o seu dinheiro em uma conta do Nubank (rende 100% do CDI menos impostos);

Agora que você já está ciente disso, podemos continuar.

O Home Broker

Cada corretora possui o seu próprio Home Broker e suas ferramentas não estão, necessariamente, no mesmo lugar.

Por isso, apresentaremos aqui como acessar cada um dos Home Brokers das principais corretoras.

Comprando ações  pelo Home Broker da XP Investimentos

Passo 1: Faça login na sua conta.

Passo 2: Após realizar o seu login, na tela principal clique em "Home Broker".

Painel do Usuário XP

Passo 3: No menu lateral esquerdo, clique na opção "ordem".

Home Broker XP

Passo 4: Insira o ticker da ação que deseja adquirir. Por exemplo, as ações da Kroton Educação (KROT3).

Passo 5: Selecione a quantidade e o preço.

Passo 6: Digite sua assinatura eletrônica e clique no botão azul "Enviar ordem".

Comprando ações  pelo Home Broker da Clear Corretora

Passo 1: Faça login na sua conta.

Passo 2: Após realizar o seu login, clique no menu lateral. Depois clique em "Renda Variável" e depois em "Investir".

Painel do Usuário Clear

Você abrirá o Home Broker ou "Pit de Negociação" como é chamado na Clear.

Passo 3: No canto direito inferior, acesse a caixa de ordem.

Home Broker Clear

Passo 4: Insira o código da ação que deseja adquirir. Por exemplo, as ações da Magazine Luiza (MGLU3).

Passo 5: Selecione a quantidade e o preço.

Passo 6: Digite sua assinatura eletrônica e clique no botão azul "Comprar".

Comprando ações  pelo Home Broker do BTG Pactual Digital

Passo 1: Faça login na sua conta.

Passo 2: Após realizar o seu login, na tela principal clique em "Home Broker".

Painel do Usuário BTG

Passo 3: No canto inferior direito, clique na opção "comprar".

Home Broker BTG

Passo 4: Insira o ticker da ação que deseja adquirir. Por exemplo, as ações da Brasil Foods (BRFS3).

Passo 5: Selecione a quantidade, o preço e clique em "Compra".

Passo 6: Uma caixa com os detalhes da sua ordem será aberta. Se tudo estiver certo, clique em "Confirmar compra".

Comprando ações  pelo Home Broker da Modal Mais

Passo 1: Faça login na sua conta.

Passo 2: Após realizar o seu login, na tela principal clique em "Home Broker".

Painel do Usuário Modal

Passo 3: Por padrão, a caixa de ordem já estará aberta. Se não estiver, no menu superior, clique em "Comprar/Vender".

Envio de Ordem no Home Broker da Modal

Passo 4: Insira o ticker (código) da ação que deseja comprar. Por exemplo, as ações da Estácio (ESTC3).

Passo 5: Selecione a quantidade e o preço.

Passo 6: Digite sua assinatura eletrônica e clique em "Comprar".

Comprando ações pelo Home Broker da Easynvest

Passo 1: Faça login na sua conta.

Passo 2: Na tela inicial, clique em "Home Broker".

Painel do Usuário Easynvest

Passo 3: No menu, selecione a opção "ordem". Ela abrirá uma caixa para efetuar a sua ordem.

Home Broker da Easynvest

Passo 4: Digite o ticker (código) da ação que deseja comprar. Por exemplo, as ações preferenciais do Itaú Unibanco (ITUB4).

Passo 5: Selecione a quantidade, o preço e a opção "Comprar".

Passo 6: Digite sua assinatura eletrônica e clique em "Enviar". Abaixo do botão, vai aparecer o valor necessário para realizar a operação.

Comprando ações  pelo Home Broker da Genial Investimentos

Passo 1: Faça login na sua conta.

Passo 2: Após realizar o seu login, na tela principal clique em "Home Broker".

Painel do Usuário Genial

Passo 3: No menu da plataforma, clique em "Comprar/Vender". A caixa para execução da sua ordem será aberta.

Home Broker da Genial

Passo 4: Insira o ticker (código) da ação que deseja comprar. Por exemplo, as ações da Petrobras (PETR3).

Passo 5: Selecione a quantidade e o preço.

Passo 6: Digite sua assinatura eletrônica e clique em "Comprar".

Comprando ações  pelo Home Broker da Rico

Passo 1: Faça login na sua conta.

Passo 2: Após realizar o seu login, na tela inicial clique em "Home Broker".

Painel do Usuário Rico

Passo 3: No menu lateral à esquerda, selecione a opção "Comprar" (é a primeira de cima para baixo). Um box para efetuar a sua ordem será aberto.

Home Broker da Rico

Passo 4: Insira o ticker (código) da ação que deseja comprar. Por exemplo, as ações da Lojas Renner (LREN3).

Passo 5: Digite a quantidade e o preço.

Passo 6: Clique em "Enviar".

Passo 7: Digite sua assinatura eletrônica e clique em "Confirmar".

Pronto. Você acaba de comprar a sua primeira ação.

Meus parabéns! Você deu o primeiro passo em busca de se tornar um investidor melhor e ter lucros maiores. Agora para se tornar um investidor de verdade, tudo que você precisa é aprender a fazer um bom Valuation.

5 - Acompanhe e Estude [Extra]

Comprar o seu primeiro lote de ações é só o início da sua trajetória como investidor. Agora o que você tem que fazer é acompanhar as informações sobre aquela empresa para verificar se aquela valorização que você planejou vai acontecer.

Porém, cuidado com o excesso de informações.

No mercado financeiro, qualquer acontecimento é motivo para virar notícia.

Grande parte dos investidores não está preparada para isso.

Por não lerem as informações oficiais divulgadas pela empresa e acompanhá-la de perto, uma manchete pessimista já os faz perder a razão e tomar decisões equivocadas.

Esse é o principal motivo que faz com que o preço das ações flutue bastante.

O que você deve ter em mente é que nem tudo que influencia o preço da ação influencia o valor que ela deveria valer.

Portanto, pare de se preocupar com o que influencia o preço e comece a identificar e focar no que influencia o seu valor.

E como você faz isso?

Grande parte você já sabe. Você descobriu quando leu o Formulário de Referência da empresa.

O restante você vai aprender lendo os Releases e acompanhando a empresa ao longo do tempo.

Isso vai te deixar muito mais confiante e independente de análises e dicas de terceiros. Isso é o que te transforma em um investidor de verdade.

Mas não pare por aí. Escolha mais uma empresa que você gostaria de entender e repita o processo. Porém, se no meio do caminho você identificar que ela não é uma boa oportunidade, não perca mais seu tempo. Volte para o início e escolha outra empresa.

Na Bolsa de Valores tão importante quanto saber a hora de entrar, é saber a hora de sair.

Bons investimentos!

Obs: caso a corretora desejada não esteja compreendida nesse artigo, avise nos comentários e nós a incluiremos nesse guia.

Valuation: do Zero ao Avançado


O curso que toda pessoa deveria fazer antes de investir em ações.


Quero Assistir!

Valuationdo Zero ao Avançado


O curso que toda pessoa deveria fazer antes de investir em ações.

Quero Assistir!

Lucas Nobrega

Co-fundador do Edufinance e Engenheiro Eletricista e de Petróleo pela Universidade Federal Fluminense.

Artigos do autor

Privacy Preference Center